sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Dia 14 de Novembro - Dia Nacional da Alfabetização




Dia 14 de novembro é considerado o Dia Nacional da Alfabetização. Foi criado em 1966 com o objetivo de refletir sobre a situação da alfabetização no nosso país. O dia Nacional da Alfabetização propõe que as crianças devam se desenvolver e aproximar o mundo da escola com atividades complementares fora dela.
A alfabetização consiste no aprendizado do alfabeto e de sua utilização como código de comunicação. De um modo mais abrangente, a alfabetização é definida como um processo no qual o indivíduo constrói a gramática e em suas variações. Esse processo não se resume apenas na aquisição dessas habilidades mecânicas (codificação e decodificação) do ato de ler, mas na capacidade de interpretar, compreender, criticar, resignificar e produzir conhecimento.Todas essas capacidades citadas anteriormente só serão concretizadas se os alunos tiverem acesso a todos os tipos de portadores de textos. O aluno precisa encontrar os usos sociais da leitura e da escrita.
A alfabetização envolve também o desenvolvimento de novas formas de compreensão e uso da linguagem de uma maneira geral.
A alfabetização de um indivíduo promove sua socialização, já que possibilita o estabelecimento de novos tipos de trocas simbólicas com outros indivíduos, acesso a bens culturais e a facilidades oferecidas pelas instituições sociais.
A alfabetização é um fator propulsor do exercício consciente da cidadania e do desenvolvimento da sociedade como um todo.
É necessário investir cada vez mais na Educação Infantil e no Ensino Básico, garantindo que as necessidades educativas da população sejam atendidas, evitando-se a evasão e a repetência, previnindo-se o analfabetismo com o acesso e permanência dos alunos na escola.
Considerando-se que o saber é produzido socialmente pelo conjunto das pessoas nas relações por elas estabelecidas em suas atividades práticas, isto é, seu trabalho, deve-se levar em conta que o indivíduo aprende, compreende e transforma as circunstâncias ao mesmo tempo em que por elas é transformado. São inúmeras as formas de produção do conhecimento e de sua distribuição e todas resultam dos confrontos cotidianos das pessoas com a natureza e com os seres humanos.A escola deve promover a democratização do saber, socializando-o, garantindo aos alunos o acesso e a construção de conhecimentos e valores universais, sem, no entanto, deixar de considerar a realidade do aluno brasileiro , pois, só assim o conhecimento constituído durante a vida escolar se transformará em algo significativo para a realidade vivida pelos jovens e adultos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário