quinta-feira, 14 de julho de 2011

A BONEQUINHA PRETA



Este livro maravilhoso, consequi achar num sebo e escaneei, vou publicá-lo no blog assim que tiver oportunidade.Ele já teve três capas, desde a sua publicação, Espero que gostem:

Como marco da literatura infanto-juvenil (que rompeu com o estereótipo do racismo) temos no Brasil a obra A bonequinha Preta (1938), da pedagoga, escritora e jornalista: Alaíde Lisboa de Oliveira. Nessa narrativa, a personagem principal é negra e é cuidada pela menina branca. A bonequinha preta tem sentimentos e não é repreendida por desobedecer...














História da Literatura Infantil





A BONEQUINHA PRETA


DE ALAÍDE LISBOA DE OLIVEIRA

Biografia da autora: Alaíde Lisboa de Oliveira, mineira de Lambari, nasceu em 22 de abril de 1904. Exerceu carreira política, acadêmica e artística.

Como escritora, publicou cerca de 30 livros, entre ensaios da área de educação, didáticos, e literários. É autora também do clássico “ O Bonequinho Doce”, entre outros títulos infanto-juvenis que receberam premiações e reconhecimento de várias gerações de leitores.

Foi membro da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, da Academia Feminina Mineira de Letras e da Academia Mineira de Letras.

Além disso, foi a primeira vereadora de Belo Horizonte entre 1949 e 1952. Faleceu em 4 de novembro de 2006, após completar 102 anos de idade.


Resumo da obra: O livro conta a história da Bonequinha Preta, tão bonita que tem duas trancinhas, tem boca vermelha e os olhos bem redondos.

A Bonequinha Preta é de Mariazinha. O livro mostra todas as peripécias dessa linda bonequinha e coloca questões como o amor, a obediência e o respeito.

Análise dos elementos históricos e literários: O livro “A Bonequinha Preta” é considerado um clássico da literatura infantil. Foi escrito na década de 1930. Nessa época, ocorreu a Revolução de 1930 no Brasil, que representou a queda da República Oligárquica. Em 1934 foi promulgada nova Constituição, caracterizada pelas leis trabalhistas (salário mínimo, jornada de 8 horas de trabalho), garantia do voto secreto, direto e voto às mulheres. Época governada por Getúlio Vargas, a chamada “era Vargas”. Em 1937 foi instaurado o Estado Novo, período ditatorial de Vargas.

Apesar de ter sido escrito nessa época, a obra aborda questões atuais e problemas universais tais como: racismo, preconceito, obediência, respeito ao próximo, amor e egoísmo.

Através da obra, é possível trabalhar questões da Geografia, pois o livro aponta conceitos como o bairro onde a Bonequinha Preta e Mariazinha moravam, além de outros conceitos como rua, parque, ponte, entre outros.


Referência: OLIVEIRA, Alaíde Lisboa de. A Bonequinha Preta. 23ed. Rio de Janeiro: Editora Lê ,1998

Um comentário: