sábado, 3 de abril de 2010













Sondagem









As investigações sobre a psicogênese da língua escrita permitem ao professor atuar como mediador no processo ensino-aprendizagem e fornecer pistas para o aprendiz tornar-se alfabético. Nesse processo, a sondagem diagnóstica capacita o educador a conhecer as hipóteses das crianças envolvidas.
Para realizar uma sondagem escolhe-se quatro palavras ( uma polissílaba, uma trissílaba, uma dissílaba e uma monossílaba, nesta ordem) e uma frase de um mesmo campo. Uma das palavras ditadas anteriormente deve aparecer nesta frase.









Exemplo:





Lista de animais





Elefante





Cavalo





Pato










O pato está na lagoa.









Pegue uma folha de sulfite e peça para a criança escrever do jeito que souber as palavras que serão ditadas e coloque o nome e a data no topo da folha. É importante pedir para que a criança leia, apontando as letras e os sinais correspondentes à fala. A partir do material investigado em uma sondagem, pode-se refletir sobre o pensamento da criança e perceber sua hipótese lingüística.
























Caracterização da fase pré-silábica A criança quando está neste nível apresenta algumas fases bem definidas: a fase pictórica, fase gráfica primitiva e fase pré-silábica.
Fase Pictórica: a criança registra garatujas e desenhos.
Exemplo:























Fase Gráfica Primitiva:








a criança registra símbolos ou números misturados com letras.
Exemplos:




NπTB∞J ( CARRO )




VNG7K9L ( ÁRVORE )






Fase Pré-silábica:








a criança começa a diferenciar letras de símbolos e números.
Exemplo:




TRGHJ ( MOCHILA )



LKSLKJWKN ( BANANA )






Caracterização da fase silábica






A criança conta os “pedaços sonoros”, isto é, as sílabas, e coloca um símbolo



( letra ) para cada pedaço.



Essa noção de cada sílaba corresponder a uma letra pode acontecer com valor ou sem valor sonoro.



Exemplos:




JH ( PATO ) YR ( PATO) s/ valor sonoro



PT ( PATO ) AO ( PATO) c/ valor sonoro









Caracterização da fase silábico-alfabético






É um momento conflitante, pois a criança precisa negar a lógica do nível silábico. É quando o valor sonoro torna-se imperioso, e a criança começa a acrescentar letras principalmente na primeira silábica.
Exemplos:




CAVL ( CAVALO )



TOAT ( TOMATE )









style="font-size:180%;color:#6600cc;">Caracterização da fase alfabética
style="font-size:180%;">


style="color:#6600cc;">A criança reconstrói o sistema lingüístico e compreende a sua organização.
Exemplo:
Ela que os sons C e A são grafados CA e que S e A são grafados SA e que, juntos significam CASA.







Ortográfico:





a criança apresenta-se na fase alfabética e necessita da ajuda do professor na ortografia.
Exemplo:




caza,





conheceno,





moxila,





nois,





vamus,





aí ele foi lá,





daí aconteceu.






Hipersegmentação:






a onde
em bora
vi zita







hiposegmentação:



fiquerrendo (fique correndo)




menetinha (minha netinha)



mucuidado (muito cuidado)











Nenhum comentário:

Postar um comentário